MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL COMO FAZER CADASTRO MEI E AS VANTAGENS DE TER CNPJ (O GUIA DEFINITIVO).

mãe empreendedora

De acordo com o portal do empreendedor, Microempreendedor Individual (MEI) é a pessoa que trabalha por conta própria e que se legaliza como pequeno empresário.

Para ser um microempreendedor individual, é necessário faturar no máximo até R$ 60.000,00 por ano e não ter  participação em outra empresa como sócio ou titular.

Se você se enquadra nesse perfil, continue lendo esse artigo!

Ser dono do próprio negócio é o sonho de muitas pessoas, mas nem todos sabem por onde começar.

E no Brasil não temos a cultura do empreendedorismo, além de toda burocracia e impostos altíssimos, fazendo com que a maioria acreditar que as únicas oportunidades de ter garantidos seus direitos no futuro é trabalhado de carteira assinada ou passando em concurso público.

Mas essa realidade esta mudando, e muitas pessoas tem encontrado no empreendedorismo a oportunidade para driblar a crise e se recolocar no mercado.

As motivações para abrir o próprio empreendimento podem ser as mais variadas, como o desejo de ser o próprio chefe e deixar de ser empregado, a necessidade de legalizar as suas atividades e até a ambição de seguir uma ideia que pode ser muito rentável.

Legalizar o seu negócio permitirá que você possa negociar com outras empresas, emitir nota fiscal, contratar funcionários e garantir que eles terão registro com a garantia de seus benefícios como contratados.

Portal do Empreendedor | Como fazer para legalizar sua empresa como MEI – Passo a passo.

MEI

Primeiramente, você precisa obter seu CNPJ sendo um MEI – Microempreendedor Individual, que garante facilidade em abrir conta em banco como pessoa jurídica, pedido de empréstimo e emissão de nota fiscal.

O cadastro é gratuito e você mesma pode fazer, assim como todas as outras etapas que vou te mostrar aqui. Mas, se preferir, contrate um contador para os próximos passos.

Também é importante procurar a prefeitura da sua cidade e verificar se a atividade que pretende desenvolver é permitida no local, isso independente se pretende prestar serviços de modo autônomo em residências, pela internet em casa ou com um ponto de atendimento.

Sabe, isso evitará imprevistos futuros que podem abalar o seu projeto.

Observe que, se for alugar um ponto de atendimento, leve a planta do local nessa visita a prefeitura. Ela será necessária para receber o alvará de funcionamento.

MEI – você é sua própria empresa.

Cadastrando-se como MEI você passar a ser um empresário individual, ou seja, você é sua própria empresa, não havendo, portanto, necessidade de contrato social.

Caso você precise de algum comprovante de registro como MEI, você deve utilizar o Certificado da Condição de Microempreendedor Individual – CCMEI,  conforme regulamente a  Resolução CGSIM n. 16, de 17 de Dezembro de 2009, e substitui o Requerimento de Empresário para todos os fins. Contrato Social - MEI

Com o CCMEI em mãos, junte seus documentos pessoais e procure a junta comercial ou ao cartório de pessoas jurídicas. Se tudo estiver certo, você abrirá o processo de arquivamento do ato constutivo da sua empresa, em que serão necessários os seguintes documentos:

  • CCMEI;
  • Cópia do RG e CPF autenticado;
  • Requerimento padrão da Junta Comercial;
  • Ficha de Cadastro Nacional;
  • Comprovante de pagamento das taxas da DARF.

Com tudo regularizado, você irá receber o seu NIRE – Número de Identificação de Registro da Empresa.

Com esse número, você poderá solicitar o seu CNPJ e registrar a sua empresa como contribuinte através do site da Receita Federal.

Com seu CNPJ em mãos, é hora de procurar novamente a prefeitura da sua cidade para receber seu alvará de funcionamento.

Verifique também a sua licença para poder emitir nota fiscal. Nessa visita à prefeitura você precisará ter em mãos os seguintes documentos:

  • Formulário da Prefeitura;
  • Cópia do CNPJ;
  • Cópia do CCMEI;
  • Consulta ao local da sua empresa no caso de ter um ponto de atendimento.

Não esqueça de ir até a Previdência Social com a sua inscrição estadual para realizar o registro de sua empresa, e com isso poder pagar os tributos devidos para exercer as suas atividades e garantir seus direitos.

Achou complicado? Você pode contratar uma assessoria especializada para cadastrar o MEI da sua empresa em apenas 24horas.

Microempreendedor Individual: Vantagens de ter seu negócio legalizado

empresa

A maratona para registrar a sua empresa pode até ser cansativa, mas depois de legalizar o seu negócio, você terá a segurança de atuar sem ter qualquer complicação, também estará protegido pela lei, podendo exercer suas obrigações e ter a garantia dos seus direitos respeitados.

Recomendo também que, após realizar todas essas ações, invista no marketing do seu negócio.

Tenha uma logo, um nome criativo para sua empresa, anuncie os seus serviços e procure apresentar a sua empresa no mundo dos negócios.

Deste modo, naturalmente você conseguirá parceiros de trabalho, contato com possíveis fornecedores, a fidelidade de seus clientes e o reconhecimento pelo seu trabalho.

Para concluir, uma dica de ouro é cuidar do planejamento financeiro e manter o seu projeto estruturado e bem sólido. Seguindo esses passos, você tem tudo para crescer.

MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL COMO FAZER CADASTRO MEI E AS VANTAGENS DE TER CNPJ (O GUIA DEFINITIVO).
5 de 1 vote

Já imaginou ter o seu próprio negócio, trabalhando em casa?

Vera Paiva

Apaixonada por empreendedorismo e pelo mundo digital. Acredita no empoderamento feminino, na transformação e criação de uma vida plena, através da construção de um negócio com propósito.

Website: http://www.sejaplenaempreenda.com.br

Deixe seu comentário, sua opinião é muito importante