Sobre

Minha História

Olá, Empreendedora!

Fico feliz que esteja aqui e queira saber um pouco mais sobre mim.

Uma coisa posso te garantir, temos muito em comum!

Então, deixa eu me apresentar!

Eu sou Vera Paiva, sou mentora de desenvolvimento de negócios para mulheres empreendedoras ou, que desejam empreender,  e sou especialista em marketing e comunicação digital.

Sou casada, mãe, rainha do lar, empreendedora digital e quero te ajudar a criar uma vida plena, alinhado seu projeto ao seu propósito.

Mas antes, me responde 3 perguntas…

  • Você esta feliz com seu trabalho atual, tem tempo com a família e a liberdade financeira que sempre sonhou?
  • Precisou deixar o emprego pra cuidar dos filhos ou, foi atingida pela crise e esta desempregada?
  • Deseja encontrar uma forma de ganhar uma renda extra trabalhando em casa?

Se você respondeu “Não” para uma ou mais perguntas, eu posso te ajudar a encontrar uma vida com propósito, alinhando sua vida profissional e pessoal, fazendo o que você ama.

Vem comigo nessa jornada?

Eu finalmente encontrei o meu propósito e agora quero ajudar você a encontrar o seu grande “porque” e ter uma vida plena.

E para que a gente fique mais próxima, quero te convidar pra fazer parte do meu grupo secreto para mulheres empreendedoras.

Minha trajetória empreendedora

empreendedora de sucesso

Acredito que a gente não escolhe ser empreendedora, a gente nasce com esse instinto empreendedor.

Empreender é um estilo de vida.

Só me sinto feliz, plena, quando estou criando, desenvolvendo, inovando, tendo ideias… E empreendedorismo é a soma de tudo isso.

Além da liberdade pra decidir nosso caminho.

Mas, não é fácil! Aliás, bem longe disso!
Engana-se quem decide empreender, trabalhando por conta própria, que vai ter menos trabalho. Que vai poder acordar e fazer as tarefas a hora que quiser.

Como empreendedor, especialmente para os home officers, você vai trabalhar muito, muito mais. E precisa ter disciplina, ser organizado… Se não o trabalho não rende e os resultados não chegam.

Nosso país não tem essa cultura empreendedora. Nós fomos programados a estudar, fazer faculdade e arrumar um emprego que pague bem. De preferência concursado, pra ter estabilidade.

Confesso que tentei me encaixar nesse padrão durante muito tempo. Afinal, era o que esperavam de mim e não podia decepcionar.

E, muitas vezes vivemos uma vida inteira no automático. Absorvendo crenças limitantes e repetindo padrões.

Sua paixão, não paga as contas no final do mês, melhor deixar como hobby e procurar um emprego de verdade.

Eles diziam!

E assim, uma geração de pessoas frustradas foi crescendo, sem saber bem pra onde ir, sem saber onde se encaixava.

E eu fazia parte desse grupo de pessoas até despertar para o empreendedorismo.

Descobri que eu não queria seguir o padrão imposto pelo que a sociedade acreditava ser o aceitável. Eu queria ser dona de mim!

Mas, não foi fácil!

Tive alguns empreendimentos, alguns desisti, outros fali. Acontece! Alguns foram bem, outros nem tanto. Ninguém chega ao sucesso sem colecionar alguns fracassos, não é mesmo?

Comigo não foi diferente e acredito que com você também não é.

Vou citar alguns das minhas aventuras empreendedora:

  • Buffet e decoração de festa infantil
  • Venda de bijuterias on line
  • Produção cultural (teatro e stand up)
  • Blog de moda e beleza
  • Fabricação e venda de artesanato
  • Venda direta/Marketing Multinível
  • Serviços de beleza e estética

Na parte de vendas trabalhei em empresas de MMN (marketing multinível), com a Mary Kay e a Racco. Tinha bons resultados. E foi ótimo como experiência. Aprendi muito sobre marketing e negócios nessas empresas.

Mas sentia que ainda não era o que eu queria.

Como estava nesse segmento de beleza e já tinha cursos de depilação, designer de sobrancelhas, massagem modeladora, abri um espaço físico, paralelo ao meu trabalho com o MMN.

Nunca tinha tido a experiência de atuar em comércio, nem como empregada. E, não gostei da experiência.

Me sentia presa e fiquei frustrada. Comecei a perceber que estava criando uma vida bem distante do que eu realmente sonhava.

Mesmo que eu ainda não tivesse clareza de qual era meu propósito, sabia que estava longe dele. Entrei em depressão, perdi a vontade de continuar e me senti sem chão, tendo que recomeçar do zero.

Mas, algumas coisas tem que terminar, para que outras melhores possam surgir.

Encontrando meu propósito

 

Entrei em crise existencial, já não me sentia feliz e nem em equilíbrio com meu propósito de vida. Que embora ainda não soubesse qual era, sentia que estava longe de descobrir.

Tudo bem que todo empreendedor coleciona fracassos antes de alcançar o sucesso, mas nesses momentos a gente se questiona se esta no caminho certo.

Começa a pensar que talvez seja um desperdício de vida e de dinheiro. E se sente derrotado.

Fiquei dias bem deprimida.

Não queria me tornar a dona de casa, mãe, esposa, dependente do marido, que o único reconhecimento que recebe é por fazer uma boa comida e manter a casa arrumada.

Eu queria mais que isso, precisava me sentir importante, emponderada e sabia que merecia e era capaz de muito mais que isso.

E são nesses momentos de dificuldades que surgem as melhores ideias e oportunidades.

Analisando aquele meu momento, pensando em toda minha trajetória, nos meus sonhos…descobri a minha missão, o meu propósito de vida.

Propósito esse que cheguei a questionar se realmente eu tinha.

Preciso ajudar mulheres que estão nessa situação, a se sentirem emponderadas. Independentes. Com uma vida plena e equilibrada. E preciso começar por mim!

Sim, eu sabia que precisava transformar a mim e a minha vida, para então ajudar outras mulheres a transforem a si mesma.

Fui, e ainda sou, a minha maior motivação pra hoje estar aqui, escrevendo pra você, contando a minha história.

E o meu propósito é te motivar a fazer o mesmo e te ajudar nessa jornada. Vem comigo?

Sozinha a gente pode até ir mais rápido, mas juntas, chegamos mais longe!

Como o Marketing Digital entrou na minha vida:

Lógico que, do momento do insight, onde despertei para minha missão, ao ponto de saber como colocaria em prática o que tinha se tornado o meu propósito, não foi do dia pra noite.

Fiquei sem saber por onde começar, sem conseguir organizar tantas ideias que surgiam na minha cabeça.

Comecei a pesquisar sobre empreendedorismo feminino e formas de trabalhar home office.

Foi quando conheci mais profundamente o marketing digital, mais especificamente, o marketing de afiliados,  e me apaixonei pelas possibilidades e transformações que esse universo proporciona.

Descobri que independente do que eu quisesse fazer, independente do que eu quisesse compartilhar com o mundo, que eu conseguiria isso através do marketing digital.

Como citei lá em cima, uma das minhas tentativas empreendedoras foi com blog de moda e beleza. E, com apenas 2 anos de blog, já conseguia obter uma renda.

Além de vários presentes enviados por empresas.

Porém, meus rendimentos com o blog vinham do google ads (que paga bem pouco se você não tem uma audiência grande) e publicidades, artigos patrocinados. Que não era sempre.

Complementava a renda escrevendo para outros blogs, como freelancer.

E, se nessa época eu tivesse conhecimento sobre o marketing de afiliados, com certeza não teria deixado o blog naquela época.

Mas ainda bem que a gente pode mudar de ideia né não?

Descobri o meu propósito de vida, alinhando e equilibrando todas as áreas da minha vida, através do empreendedorismo e do marketing digital.

E é o que quero compartilhar com você aqui no “Seja Plena, Empreenda!”.

Espero poder ajudar você a encontrar o seu propósito e construir a vida dos seus sonhos.

Esqueça as consequências do fracasso. O fracasso é apenas uma mudança temporária de direção para te posicionar diretamente para o seu próximo sucesso.

Vem comigo nessa jornada??

Curta nossa página no facebook!

Sobre
5 de 1 vote